Buscar

As fases do amor!

Atualizado: 9 de Dez de 2020



Junior Meireles


“Meus filhinhos, o nosso amor não deve ser somente de palavras e de conversa. Deve ser um amor verdadeiro, que se mostra por meio de ações” [1 João 3:18]


Tenho um certo problema com a palavra amor, não que eu não saiba amar e muito menos que eu pense que sou expert no assunto amor.


Eu ainda estou aprendendo o que é amar.


O problema que tenho com a palavra surge da percepção de que muitos que dizem: “Eu te amo”, não sabem sequer o significado da palavra amor.


E se sabem, o que sabem sobre amor surge de uma visão poética e não da experiência de amar!


Infelizmente, uma coisa fácil de ser notada hoje em dia, é que, as pessoas falam muito sobre o amor e amam muito pouco.


Não sei você, mas eu ainda sou daqueles que preferem atitudes ao invés de palavras. Sou do tipo que se sente amado, valorizado e honrado quando alguém cede seu tempo, seu abraço, sua presença e seus olhos em meus olhos.


Tenho dito aos jovens solteiros e namorados que o verdadeiro amor entre um homem e uma mulher e o seu sentido são descobertos de fato, apenas no casamento.


Diga-se de passagem, enquanto solteiros é fácil demais dizer “eu te amo”, afinal o garoto pega a garota na casa dos pais dela às 18hs, passa quatro horas ao lado dela, tomam sorvete, vão ao culto e às 22hs ele retorna com a namorada até a porta da casa dela, se despedem dizendo: “Eu te amo”, e pronto, ele a devolve para os pais e cada um segue seu rumo!




Não estou questionando os sentimentos dos namorados, cada um sabe o que sente. Contudo, o amor é feito de fases e em cada fase descobrimos uma nova forma de amar.


Se o sentimento que experimentamos no namoro for amor, seria na verdade o inicio do amor, talvez seja como uma rosa que antes de ser rosa foi botão!


Exatamente, o amor no namoro é como o botão de uma rosa, ele é lindo, mas sua beleza nem se compara com a beleza da rosa.


Assim também os sentimentos do namoro não podem ser comparados com todo o misto de sentimentos, emoções e sensações experimentados no casamento! Entende?


Quando digo que o verdadeiro amor é descoberto no casamento, refiro-me ao fato de que o sentimento que descobrimos no casamento é o desabrochar da rosa, linda e perfumada, mas que apesar de toda a sua beleza e perfume não oculta seus espinhos.


E ao pensar no amor no casamento e nos espinhos da rosa, não posso esquecer das dificuldades pelas quais este amor passa a fim de ser provado, mas ainda assim, apesar dos espinhos (que são muitos), decidimos permanecer juntos e cuidar da rosa!


O verdadeiro amor em toda a sua intensidade surge quando assumimos o compromisso de vivermos juntos a vida toda e até que a morte nos separe.



Você vai saber que realmente amava e ama a pessoa com quem namorou quando depois de todos os conflitos que vocês enfrentaram durante o namoro, subirem ao altar declarando que embora tenha sido difícil chegar ali o que vocês sentem um pelo outro é verdadeiro e que apesar de toda a dificuldade vocês escolheram ficar juntos!


Você vai descobrir que ama quando depois de casado, dormir ao lado da pessoa que ama toda linda e perfumada, mas no outro dia ao acordar e olhar para o lado, perceber que a pessoa com quem você dormiu sofreu uma “mutação” durante a noite – aquela linda princesa que dormiu ao seu lado, acordou parecida com a Fiona e o príncipe agora mais se parece o Shrek. Cabelo pra cima, remela nos olhos, bafo de onça, cara amarrotada e por ai vai …


Você vai saber que ama quando nascerem seus filhos, quando a criança recém-nascida exigir quase todo o tempo da mãe ao ponto de ela ter que se desdobrar para encontrar tempo para estar com seu amado.


Quando o marido tiver que trabalhar muito para sustentar os novos “hospedes” da casa e ainda assim lutar contra o relógio e contra a agenda para ter tempo com sua amada.


Você vai descobrir que ama quando depois de vinte e cinco anos de casados, seus filhos se formarem, se casarem e forem cada um cuidar de suas vidas, quando depois de investirem suas vidas na vida dos filhos restarem apenas vocês dois, como era no início e ainda assim, apesar de tudo, apesar de todos os invernos que passaram, ainda existir motivação para seguirem juntos.


Você vai descobrir que ama quando … em cada fase da vida você estiver disposto a se doar, servir e honrar a pessoa com quem namorou e se casou como na primeira vez. Como nos primeiros dias!


Acho melhor parar por aqui não é? Não quero nem pensar em quando descobriremos o amor com a ausência do outro, quando ele ou ela partir e restar apenas eu e o que sinto.


Contudo, espero que quando este dia chegar eu tenha amado intensamente e tenha acumulado lindas e boas recordações!


Pensar sobre isto,  dá um aperto no peito e vontade de chorar, por isso, aproveite o que você tem antes que a vida te ensine a amar o que você tinha!


Ufa, o amor é mais fascinante e empolgante do que pensamos, ele é cheio de boas surpresas para quem está disposto a amar apesar dos pesares!


Vamos aprender a amar?


ASSISTA A UM DE NOSSOS

VÍDEOS NO YOUTUBE





128 visualizações0 comentário

NAMORO COM PROPÓSITO

Ipatinga, Minas Gerais, Brasil

Atendimento: Seg. a Sex. de 13h as 18h

(33) 9 8881 1677

contato@ncpoficial.com.br

CNPJ 24.096.557/0001-36

© 2020 por Namoro Com Propósito | Nossa missão é ensinar princípios para solteiros, namorados e noivos