Buscar

De acordo com a Bíblia divorciados podem casar de novo?

Atualizado: 11 de Dez de 2020





A resposta para essa pergunta é tão polêmica e divide tanto a opinião que eu classifico este assunto como “assunto nitroglicerina”, algo do tipo: mexeu errado... explode!

Desta forma, para evitar polêmicas, preciso que você entenda que este texto não representa apenas minha opinião sobre o assunto, mas acima de tudo, o texto expõe a posição da Bíblia.

E de acordo com a Bíblia, é errado namorar e casar com alguém que já foi casado e tenha se divorciado por qualquer outro motivo que não tenha sido o adultério.




O QUE É O CASAMENTO?

Antes de explicar o motivo pelo qual é errado namorar e casar com alguém que tenha se divorciado por qualquer outro motivo que não seja a infidelidade conjugal, preciso que você entenda o que é o casamento diante de Deus.

Quando Deus instituiu o casamento, Ele disse:

"Por isso, deixa o homem seu pai e sua mãe, se une à sua mulher, tornando-se os dois uma só carne" (Gênesis 2.24).

Neste texto, podemos observar alguns princípios importantes sobre o que é o casamento. Tais princípios são:

A palavra mais importante para nós é a palavra monossomática, que no aspecto da fé cristã significa: união de cônjuges em uma só carne.

Após o casal deixar pai e mãe e se unirem (sexualmente) eles se tornam uma só carne.






Duas pessoas físicas unidas, geram um novo ser espiritual diante de Deus.

E Deus não os vê mais como dois, mas passa a tratá-los como se fossem um e tivessem apenas um corpo.

O CASAMENTO DO PONTO DE VISTA ESPIRITUAL É INDISSOLÚVEL:

Duas pessoas podem se separar legalmente, porém, do ponto de vista espiritual, elas permanecem unidas.


Veja o que o Jesus disse sobre o casamento e sua resposta aos fariseus sobre o divórcio:

Alguns fariseus aproximaram-se dele para pô-lo à prova. E perguntaram-lhe: "É permitido ao homem divorciar-se de sua mulher por qualquer motivo?" Ele respondeu: "Vocês não leram que, no princípio, o Criador 'os fez homem e mulher' e disse: 'Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e os dois se tornarão uma só carne'? Assim, eles já não são dois, mas sim uma só carne. Portanto, o que Deus uniu, ninguém separe". (Mateus 19.3-6)

Nessas palavras de Jesus podemos ver que Deus é o criador do casamento e que somente Ele pode determinar o fim do casamento entre duas pessoas.

Não há lei, juiz, sacerdote ou ser humano capaz de fazer isso.

A ordem é clara: o que Deus uniu, ninguém separe.

Para ser mais claro, isso quer dizer que ainda que duas pessoas tenham se separado perante as leis civis, isso não anula o compromisso que assumiram diante de Deus e diante Dele, elas permanecem casadas.

Em toda a Escritura, só há uma razão pela qual Deus permite o divórcio e pela qual a união dos dois é desfeita no plano espiritual.

A INFIDELIDADE CONJUGAL:

Cristo reconhece somente uma razão válida para o divórcio, Ele disse: “Eu, porém, vos digo que todo aquele que repudia sua mulher, a não ser por causa de infidelidade, a faz adúltera; e quem casar com a repudiada, comete adultério.” (Mateus 5:32)

O mesmo também vale para o homem.

A Bíblia é clara ao dizer que Deus odeia o divórcio. (Malaquias 2:16)

Portanto, não agrada a Deus que as pessoas se divorciem.

O divórcio só é permitido pela Escritura Sagrada quando ocorre infidelidade conjugal.

Neste caso, Deus permite que o casal se separe; entretanto, mesmo assim Ele não ordena o divórcio.

Se for possível, é melhor que o casal se perdoe, corrija o erro e permaneçam casados.

Assim, quando entre o casal tem havido fidelidade, a bíblia diz que eles não devem se separar e caso se separem, não devem ter novos relacionamentos até que o parceiro de quem se separou, morra.

INFIDELIDADE CONJUGAL SERIA APENAS ADULTÉRIO?

De acordo com minha convicção respaldada pelo confronto desta pergunta a textos paralelos sobre o assunto na Bíblia, a resposta é não.

Infidelidade conjugal vai além do adultério.

Situações como: abuso e agressão físicas, risco de morte do cônjuge ou dos filhos e o abandono de um cônjuge crente por um cônjuge incrédulo, são formas de infidelidade conjugal.

Biblicamente, considero todas essas situações como a quebra dos votos feitos diante do altar, das testemunhas e acima de tudo, feitos diante de Deus.

Não estou dizendo que uma pessoa em tais circunstâncias deva se casar novamente. Afinal, a Bíblia definitivamente incentiva que pessoas que se divorciaram salvo em caso de adultério, permaneçam solteiras ou se reconciliem com o cônjuge no lugar de um novo casamento (1 Coríntios 7:11).

Porém, é minha convicção que Deus oferece a Sua misericórdia e graça à parte inocente em um divórcio e permite que essa pessoa se case novamente sem que seja considerado adultério.

PORQUE É ERRADO NAMORAR ALGUÉM DIVORCIADO POR OUTRO MOTIVO QUE NÃO SEJA O ADULTÉRIO E OS MOTIVOS CITADOS ACIMA?

De acordo com Romanos 7:2, o casamento deve durar por toda a vida. “Porque a mulher casada está ligada pela lei a seu marido enquanto ele viver; mas, se ele morrer, ela está livre da lei do marido” (Romanos 7:2).


Diante do fato de que a Bíblia enxerga o casamento com algo que deve durar por toda a vida, uma pessoa que se divorcia por uma razão diferente das listadas acima e então se casa novamente cometeu adultério (Lucas 16:18).






A Bíblia também diz em 1 Coríntios 7:10-11: “Todavia, aos casados, mando, não eu mas o Senhor, que a mulher não se aparte do marido; se, porém, se apartar, que fique sem casar, ou se reconcilie com o marido; e que o marido não deixe a mulher.”

Desta forma, por estarem ligados um ao outro de forma mística pelo casamento, de acordo com a Bíblia se um dos cônjuges se divorcia por outra razão, além das citadas, deve permanecer solteiro.

Sendo que, aquele que optar pelo casamento, tanto ele, quanto a pessoa com quem ele se casar, estarão cometendo o pecado de adultério.


ASSISTA AOS NOSSOS VÍDEOS NO YOUTUBE




2,817 visualizações0 comentário

NAMORO COM PROPÓSITO

Ipatinga, Minas Gerais, Brasil

Atendimento: Seg. a Sex. de 13h as 18h

(33) 9 8881 1677

contato@ncpoficial.com.br

CNPJ 24.096.557/0001-36

© 2020 por Namoro Com Propósito | Nossa missão é ensinar princípios para solteiros, namorados e noivos